Lápis Mágico

A raposa e o espinho

Esopo ficou conhecido por criar fábulas que ilustram aspetos da vida e da natureza humana

A raposa e o espinho

Certo dia, andava uma Raposa a trepar uma colina quando pôs uma pata em falso e escorregou.

Para não cair, agarrou-se a um arbusto cujos espinhos se lhe enterraram nas patas. Bastante ferida queixou-se ao arbusto:

— Pedi-te ajuda e afinal fiquei bem pior do que se me tivesse deixado cair.

O arbusto interrompeu-a dizendo:

— Onde é que tinhas a cabeça quando te agarraste a mim? Não sabes que é meu costume magoar os outros?

Moral da história:
Nunca peças ajuda a quem tem por costume fazer mal.

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos