Lápis Mágico

A Raposa e as Uvas

A Raposa e as Uvas é uma fábula interessante para falar às crianças do sentimento de frustração e vergonha quando não se consegue atingir os nossos objetivos.

A raposa e as uvas, fábula e moral da história

Morta de fome, uma raposa foi até um vinhedo sabendo que ia encontrar muita uva. A safra tinha sido excelente.

Ao ver a parreira carregada de cachos enormes, a raposa lambeu os beiços. Só que sua alegria durou pouco: por mais que tentasse, não conseguia alcançar as uvas.

Por fim, cansada de tantos esforços inúteis, resolveu ir embora, dizendo:

– Por mim, quem quiser essas uvas pode levar. Estão verdes, estão azedas, não me servem. Se alguém me desse essas uvas, eu não as comeria.

Moral da história: Desprezar o que não se consegue conquistar é fácil.

Versão de Jean de La Fontaine

Certa raposa matreira,
que andava à toa e faminta,
ao passar por uma quinta,
viu no alto da parreira
um cacho de uvas maduras,
sumarentas e vermelhas.
Ah, se as pudesse tragar!
Mas lá naquelas alturas
não as podia alcançar.
Então falou despeitada:
– Estão verdes essas uvas.
Verdes não servem pra nada!

La Fontaine


JÁ FAZ PARTE DA LISTA?

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos