Lápis Mágico

Adivinhas a rimar para crianças

Adivinhas a rimar para crianças mais pequenas. Divirta-se e tente descobrir as adivinhas escritas por Luísa Ducla Soares.

Adivinhas a rimar para crianças

Ele é branco como a neve
e preto como o carvão.
As folhinhas de bambu
São a sua refeição.

Urso Panda


Tenho braços de tesoura,
só ando para o lado.
Vivo no mar e na terra
e sou todo encarnado.

Caranguejo


Eu vivo no mar,
Tenho muitos braços.
Mas todos detestam,
Ai, os meus abraços!

Polvo


Já não é bebé,
Já vai À escola.
Furou os sapatos
a jogar à bola.

Menino


É verde como o lagarto
e usa sempre boné.
Tem uma boca bem grande
Sabem dizer quem é?

jacaré


É nela que nós moramos,
Tem janelas e tem porta.
Pode ser grande ou pequena,
É nossa, é o que importa.

Casa


Sou cavalo mas não corro,
Não pasto erva do prado.
Eu nem sequer tenho patas.
Apesar disso bem nado.

Cavalo marinho


Nós fazemos lindas tendas.
Nós fazemos ricas teias.
Mas ninguém as aprecia.
Vocês acham que são feias?

Aranhas


Tão branquinha como a neve,
Eles andam pelo céu.
Uma parece um castelo,
outra parece um chapéu.

Nuvens


Sou estrela, não deito luz
E no céu não moro, não.
Mas podes ver-me na praia,
Num dia quente de verão.

Estrela-do-mar


Não me falta proteção
com a minha armadura.
É tão bom ter uma casca
Assim dura, dura, dura!

Tartaruga


Sou redonda, redondinha
E cresci dentro do mar,
Mas as senhoras vaidosas
só me querem num colar.

Pérola


Não moro na terra,
Não moro no mar.
Eu ando no espaço
sempre a rodar.

Planeta


Eu fechado nada guardo,
aberto guardo e desendo
das queimaduras do sol,
se faz um calor tremendo.

Guarda-sol


Tenho fato às risquinhas
que me fica muito bem.
E corro, corro depressa,
Ando sempre num vaivém.

Zebra


Não sou estrela nem sou Sol,
Não estrela nem sou Lua.
Mas ilumino de noite
Quem passa na tua rua.

Candeeiro


Somos as luzes do céu,
Lindas luzes a brilhar.
Só na noite, noite escura
Tu nos podes avistar.

Estrelas


Eu sou feito de madeira
e guardo grande tesouro.
Diamantes, esmeraldas
e muitas moedas de ouro.

Baú


Já roí, roí a rolha
duma garrafa do rei.
Roí queijo, roí pão
E muito mais roerei.

Rato


Sou pequena, pequenina,
Mas tenho muto valor.
Sem mim não entras em casa,
Não, senhor, não senhor!

Chave


Passeio junto da Lua
Com um fato especial.
Vejo estrelas e planetas,
Mas não vejo um animal.

Astronauta


Quando me batem eu vibro
Com um grande contentamento.
Tenho pratos mas não põem
nos meus pratos alimento.

Bateria


Tenho asas, não sou ave,
Durmo de pernas para o ar.
Que bicho sou eu, quem sou?
Quem consegue adivinhar?

Morcego


Salta mais alto que tu,
Gosta muito de dançar.
Tem a bolsa na barriga
e tem orelhas no ar.

Canguru


Eu dou frutos, eu dou lenha,
eu dou sombra. Os passarinhos
vêm pousar nos meus ramos
para fazerem os ninhos.

Árvore


Tem o pescoço gigante,
Bela mais alta não há.
Ora diz lá, meu menino,
Qual o nome que terá?

Girafa


Eu sou redonda mas jogo
Ténis, Basquete, futebol,
às vezes em pavilhões,
outras debaixo do sol.

Bola


Tenho nariz de cenoura
e uso um cachecol,
Os meus botões,
Não posso viver ao Sol.

Boneco de neve


Com este quadrinho preto,
que parece magia,
consigo ver mil bonecos e falar à minha tia.

Tablet


Eu cá subo pelo céu
em louca velocidade.
Podia levar-te a Marte,
Se tivesses mais idade.

Foguetão


Eu sou de madeira feito
e só gosto de ajudar.
Quando tu estiveres cansado,
Em mim te podes sentar.

Banco


Tenho bico sem ser ave,
Escrevo sem ser escritor,
faço bonitos desenhos
e também não sou pintor.

Lápis


Com bruxas às cavalitas
eu costumo viajar.
Outras pessoas só querem
usar-me para limpar.

Vassoura


Leva água, leva leite
sumos e chá e café.
Mas não consegue levar
o livro ou o boné.

Copo


São lindas e perfumadas,
delicadas, de tanta cor.
Vou apanhar um raminho
para dar À mãe, com amor.

Flores


Não tenho boca mas conto
lindos contos de encantar.
E comigo na escola
decerto vais estudar.

Livro


Eu vou à praia contigo
e gosto desse passeio.
De areia, de pedrinhas,
de conchas eu fico cheio.

Balde


Só quem tem unhas
me pode tocar.
E junto ao peiro
me há de abraçar.

Guitarra


As Adivinhas do Panda, Luísa Ducla Soares

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos