Lápis Mágico

O Pedro e o Lobo

Quem nunca ouviu esta história em pequeno? Uma história infantil que nos remete para as mentiras e as suas consequências.

O Pedro e o Lobo

O Pedro era um pastor. O seu trabalho era tomar conta das ovelhas enquanto pastavam. Por vezes, Pedro ficava aborrecido por estar sozinho, sem ninguém com quem brincar ou falar.

Um dia resolveu fazer uma brincadeira para se divertir.

Desatou a gritar:

– Lobo, lobo, socorro, está aqui um lobo!

Lá em baixo na aldeia todos ouviram a gritaria desataram a correr para ajudar o Pedro a afugentar o lobo, mas quando chegaram lá não havia lobo nenhum.

O Pedro fartou-se de rir ao ver o ar dos aldeões vermelhos de tanto correr com a preocupação. Quem não achou piada nenhuma à brincadeira foram os aldeões que ficaram muito chateados ao perceber que era um falso alarme e viraram costas.

Noutro dia o Pedro resolveu repetir a brincadeira para ver se os aldeões voltavam a cair na partida.

Desatou a gritar:

– Lobo, lobo, socorro, está aqui um lobo!

Os aldeões nem pensaram duas vezes e correram para ajudar o Pedro. Mais uma vez mas não havia lobo nenhum. O Pedro desatou a rir e os aldeões desta vez ficaram mais chateados ainda e foram embora a barafustar.

Passados uns dias ouviu-se em toda a aldeia o Pedro a gritar:

– Lobo, lobo, socorro, está aqui um lobo!

Desta vez os aldeões olharam uns para os outros e encolheram os ombros. Para não serem enganados mais uma vez deixaram-se ficar nos mesmo lugar e ignoraram os gritos do Pedro.

O Pedro continuou a gritar. Desta vez era mesmo um lobo que estava a matar as ovelhas.

– Porque é que ninguém me ajudou? – perguntou o Pedro a chorar. Agora fiquei sem ovelhas.

Perante a tristeza do Pedro os aldeões deram-lhe uma lição e explicaram que não ajudaram porque pensaram que se tratava de mais uma brincadeira. Então Pedro percebeu que com coisas sérias não se deve brincar para sermos levados a sério quando for necessário.

O Pedro e o Lobo

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos