Lápis Mágico

Bonecos de neve generosos

Uma história amorosa para o encher de espírito natalício

Bonecos de neve generosos

O inverno tinha chegado frio e chuvoso mas, a pouco e pouco, a chuva parou e a neve apareceu. A aldeia ficou toda branquinha e crianças e adultos divertiam-se a fazer bonecos de neve.

Ao fim do dia os bonecos eram tantos e tão perfeitos que até parecia que os habitantes se tinham multiplicado e esperavam ansiosamente pela noite da consoada. O que eles não sabiam era que o Pai Natal estava bastante doente e a Mãe Natal andava à procura de alguém que o substituísse. Ao ver aqueles bonecos de neve tão originais apareceu-lhes e disse-lhes:

– Bonecos de neve, se eu vos der vida vós entregais todas as prendas de natal? O Pai Natal está doente e as crianças não podem deixar de acreditar nele. Será que sois capazes de cumprir esta tarefa tão importante?

– Claro que somos, Mãe Natal. Explica-nos então o que temos de fazer para dar alegria a esses meninos.

A Mãe Natal indicou-lhes o itinerário, que prendas teriam de levar e como as iam distribuir. Os bonecos ouviram com atenção e tomaram nota de tudo. Eles não queriam enganar-se.

Mais tarde, carregados com enormes sacos começaram a distribuição mas surgiu-lhes uma grande dificuldade. Conforme se aproximavam das casas começavam a derreter. Aflitos chamaram a Mãe Natal. Expuseram-lhe o problema e ela pegou numa poção, deu-lhes a beber e num abrir e fechar de olhos transformaram-se em humanos.

-Já está. Podeis continuar a vossa missão. – disse-lhes ela.

E desta maneira, os bonecos de neve fizeram todo o trabalho que o Pai Natal costumava fazer e ninguém se apercebeu da sua falta. As crianças receberam os seus presentes e o Pai Natal continua a ser uma figura muito querida e esperada nesta época.

Divirta-se com esta música sobre um boneco de neve:

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos