Lápis Mágico

O espantalho

Pequena história para ler antes de adormecer, exclusiva do Lápis Mágico.

O espantalho

Era uma vez um espantalho que foi colocado no alto de uma cerejeira para afugentar os pássaros.

Sentia-se orgulhoso por ir executar tão importante trabalho.

Mas os dias foram passando e nada tinha que fazer. Não se viam pássaros à sua volta, nem cerejas a crescer. O espantalho sentia-se muito triste, pois julgava que não servia para nada. Deixou-se ficar quieto, sem forças, mesmo quando o vento o abanava.

Mas, um dia, viu que a cerejeira começava a cobrir-se de flores, a seguir de folhas e pouco depois brotaram os frutos. Os pássaros começaram a aparecer; a fazer ninhos e a esvoaçar à volta da árvore. O espantalho ganhou ânimo, começou a mexer-se olhando para todos os lados e abanando os braços sempre que as aves lá pousavam.

A partir desse dia, sentiu-se útil e nunca mais deixou de se abanar.

“Não pensem que vão comer estas cerejas vermelhinhas, seus malandrecos!” - Pensava ele.

As cerejas amadureceram, os donos colheram-nas e diziam a todos que era graças ao espantalho que havia tantos frutos.

Ana Ferreira, 2016, Lápis Mágico

Descarrega fichas de trabalho sobre O espantalho:

O espantalho, ficha pdf nº1

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos