Lápis Mágico

Paulo e a colmeia

Aprende sobre as abelhas e a vida na colmeia através da história do Paulo e do seu vizinho apicultor

Paulo e a colmeia

O Paulo é uma menino curioso e adora passear pelo campo. O seu vizinho é um senhor já idoso, de quem gosta muito e, por isso, sempre que pode, ele vai fazer-lhe companhia.

— Bom dia, Senhor Vitor!

— Bom dia, Paulo. Bem disposto?

— Sim, Posso fazer-lhe companhia? Já estudei e agora gostava de brincar aqui.

— Claro que sim, amiguinho. Ia agora mesmo ver as minha abelhas. Queres vir?

— Vai às colmeias? Boa. Adoro ir ver as colmeias.

Então, primeiro vamo-nos equipar, colocar o chapéu com rede e as luvas.

— Vamos lá! O Paulo equipou-se com facilidade pois já estava habituado e foi andando para as colmeias, devagar. Ele já sabia que não pode fazer barulho para não assustar as abelhas.

O senhor Vítor é apicultor há muitos anos e embora tivesse menos abelhas, continuava a ter abelhas para produzir mel para casa.

— O que é que as abelhas comem?

— O Paulo já tinha ouvido a explicação muitas vezes mas continuava a gostar de a ouvir.

o Senhor Vitor ficava muito feliz por ter um menino entusiasmado com as abelhas.

— As abelhas alimentam-se de mel e de pólen. Mas há uma curiosidade: é que a abelha rainha alimenta-se de geleia real. O Pólen existe nas flores e as abelhas vão retirá-lo às flores. É assim que se faz a polinização: as abelhas transportam o pólen nas patas, este cai no chão e ajuda na reprodução de plantas e na biodiversidade.

— Uau, por isso as abelhas são tão importantes para o planeta.

— São mesmo, Paulo. Precisamos de lembrar as pessoas para que não as matem. Queres saber mais curiosidades sobre estes bichinhos?

— Sim, sim.

— Normalmente, uma colónia de abelhas tem três tipos de abelhas: a abelha rainha que só põe ovos; os zangões e as abelhas operárias ou obreiras. As abelhas operárias são as que trabalham e têm diferentes funções. Umas são responsáveis pela produção do mel e da cera, outras pela construção dos favos, outras fazem a recolha do pólen e o transporte do néctar, pólen e água; outras são responsáveis pela alimentação da rainha e ainda pela defesa da colmeia.

— Uau, são mesmo organizadas.

— Ah ah, ah, são mesmo uns animais organizados. Tens toda a razão.

O Paulo ficou quieto a observar as abelhas a entrar e a sair da colmeia até que pergunta:

— Mas como se tira o mel?

— Ora bem, eu recolho o mel quando os favos ficam cheios. Aliás, os apicultores podem recolher o pólen que as abelhas apanham antes delas entrarem nas colmeias, instalando coletores na porta de entrada. Mais tarde, mel é coado com um decantador próprio para tirar as impurezas e deixa-se o mel repousar para que as impurezas que permanecem pousem e o mel fique límpido.

— Só depois vai para os frascos, não é?

— Sim, muito bem. Já sabes muita coisa sobre as abelhas.

— Obrigada, Senhor Vitor. Adoro saber curiosidades sobre as abelhas. E agora, posso provar do seu mel?

— Estava a ver que não pedias, Ah ah ah. Anda daí, maroto. Vamos comer um pãozinho com mel. Mas pouco, sabes que o mel tem muito açúcar, certo? e depois, lavas as dentes.

— Não me vou esquecer disso, depois. Mas eu adooooro mel.

Ana Silva, Lápis Mágico, 2020

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos