Lápis Mágico

Horas de sono

Uma lengalenga com a sabedoria antiga. Esta lengalenga é também provérbio/adágio, cantada no século XVIII.

Horas de sono, lengalenga muito antiga

Quatro horas dorme o santo,
Cinco o que não é tanto,
Seis o caminhante
Sete o estudante,
Oito o preguiçoso,
Nove o porco,
Mais só o morto.


JÁ FAZ PARTE DA LISTA?

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos