Lápis Mágico

Provérbios de maio

Conheça alguns provérbios tradicionais portugueses sobre o mês de maio

Maio, 17 provérbios portugueses do quinto mês do ano

✔ Maio claro e ventoso, faz o ano rendoso.

✔ Maio couveiro, não é vinhateiro.

✔ Maio frio, junho quente, bom pão, vinho valente.

✔ Maio jardineiro, enche o celeiro.

✔ Maio pardo, faz o pão grado.

✔ Maio que não der trovoada, não dá coisa estimada.

✔ Em Maio, comem-se cerejas ao borralho.

✔ Mês de maio, mês das flores, mês de Maria, mês dos amores.

✔ Quando em maio não troa (troveja), não é ano de broa.

✔ Em maio verás, a água com que regarás.

✔ Maio serôdio ou temporão, espiga o grão.

✔ Favas, Maio as dá, Maio as leva.

✔ Maio hortelão, muita palha, pouco pão.

v Maio jardineiro, enche o celeiro.

✔ Maio claro e ventoso faz ano rendoso.

✔ Sol de maio e boa terra, fazem melhor gado que o pastor mais afanado.

✔ Maio frio, junho quente; Bom pão, vinho valente.

✔ ✔A água que no Verão há de regar, em Abril e Maio há de ficar.

✔ A água, Maio a dá, Maio a leva.

✔ A boa cepa, Maio a deita.

✔ A erva, Maio a dá, Maio a leva.

✔A geeira de Maio vale os bois e o carro, a de Julho vale os bois e o jugo.

✔ A melhor cepa, Maio a deita.

✔ A melhor cepa, para Maio a guardes.

✔ A ti chova todo o ano e a mim, Abril e Maio.

✔ A velha, em Maio, come castanhas ao borralho.

✔ Abril chove para os homens e Maio para as bestas.

✔Abril chuvoso e Maio ventoso fazem o ano formoso.

✔Abril chuvoso, Maio ventoso e Junho amoroso, fazem um ano formoso.

✔ Abril e Maio, chaves do ano.

✔ Abril frio, pão e vinho. Maio come o trigo e Agosto bebe o vinho.

✔ Abril, espigar; Maio, engrandecer; Junho, ceifar; Julho, debulhar; Agosto, engravelar; Setembro, vindimar.

✔ Abril, queijos mil e em Maio, três ou quatro.

✔ Agua d’Ascensão, tira o vinho e dá o pão.

✔ Água de Maio e três de Abril valem por mil.

✔ Água de Maio, pão para todo o ano.

✔ Água de Maio, pão tremês, não o percas nem o dês.

✔ Águas de regar, de Abril e Maio hão-de ficar.

✔ Ainda não nasceu nem há-de nascer, quem em Maio o Sete-estrelo há-de ver.

✔ As favas, Maio as dá e Maio as leva.

✔ Boa cepa, Maio a deita.

✔ Chovam trinta Maios e não chova em Junho.

✔ Chova-te o ano todo, mas a mim, Abril e Maio.

✔ Chuva de Ascensão não dá palhas nem pão.

✔ Chuva de Maio faz as novas ranhosas e as velhas formosas.

✔ Chuvas da Ascensão, bebem vinho e comem pão.

✔ De Maio a Abril, ainda que te pese, me hei-de rir.

✔ De Maio a Abril, há muito que pedir.

✔ De Maio a Abril, não há muito que rir.

✔ Dia de Maio, dia de má ventura, mal amanhece, logo escurece.

✔ Guarda pão para Maio, lenha para Abril e o melhor tição para o S. João.

✔ Janeiro gear. Fevereiro chover. Março encanar. Abril espigar. Maio engrandecer. Junho ceifar. Julho debulhar. Agosto engavelar. Setembro vindimar. Outubro revolver. Novembro sêmea., Dezembro nasceu Deus para nos salvar.

✔ Maio alaga a fonte e passa a ponte.

✔ Maio chuvoso ou pardo, faz pão vistoso e grado.

✔ Maio hortelão, muita parra e pouco pão.

✔ Maio me molhou, Maio me enxugou.

✔ Tantos dias de geada terá Maio, quantos de nevoeiro teve Fevereiro.

✔ Vento de Março, chuva de Abril, fazem o Maio florir.

-✔Vinho que nasce em Maio, é para o gaio; se nasce em Abril, vai ao funil; se nasce em Março, fica no regaço.


Compre os seus livros na loja online Wook.
JÁ FAZ PARTE DA LISTA?

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos