Lápis Mágico

Provérbios de outubro

Conheça alguns provérbios tradicionais portugueses sobre o mês de outubro

Provérbios de outubro

– Em outubro recolhe tudo.

– Em outubro sê prudente: guarda o pão, guarda a semente.

– Em outubro semeia e cria, terás alegria.

– Em outubro, centeio ruivo.

– Em outubro não vás ao mar para pescar; mas vai ao celeiro e abre o mealheiro.

– Outubro chuvoso faz ano venturoso.

– Outubro chuvoso toma o lavrador venturoso.

– Outubro erveiro, guarda para Março o palheiro.

– Outubro lavrar, Novembro semear, Dezembro nascer.

– Outubro meio chuvoso, torna o lavrador venturoso.

– Outubro nublado, Janeiro molhado.

– Outubro quente traz o Diabo no ventre.

– Outubro seca tudo. Se em Outubro demorares a terra a lavrar, pouco hás-de enceleirar.

– Outubro secão, negaças de verão.

– Outubro sisudo colhe tudo.

– Outubro sisudo, recolhe tudo.

– Outubro suão, negaças de Verão.

– Outubro vaca para o palheiro e porco para o outeiro.

– Outubro, paga tudo.

– Outubro, recolhe tudo.

– Outubro, rega tudo.

– Outubro, revolver.

– Outubro, seca tudo.

– Outubro, vaca para o palheiro e porco para o outeiro.

– Em outubro o fogo ao rubro.

– Em outubro o lume já é amigo.

– Em outubro ou secam as fontes, ou passam os rios por cima das pontes.

– Em outubro pega tudo.

– Em outubro, cordoadas de São Francisco (4/10).

– Em outubro, meu trigo cubro.

– Em outubro, novembro e dezembro, abre o teu celeiro e o teu mealheiro.

– Em outubro, novembro e dezembro, quem come do mar, tem que jejuar.

– Em outubro, o fogo ao rubro.

– Em outubro, o lume já é amigo.

– Em outubro, ou secam as fontes ou passam os rios por cima das pontes.

– Em outubro, S. Simão (28/10), favas no chão.

– Em outubro, S. Simão (28/10); semear, sim; navegar, não.

– Em outubro, semeia, cria e terás alegria.

– Em São Simão (28/10), fava na mão.

– Logo que outubro venha, procura a lenha.

– No dia de São Simão (28/10) e São Judas já colhidas são as uvas.

– No dia de São Simão (28/10), barcos para trás do portão.

– No Outono o Sol tem sono.

– Andar marinheiro, andar, não te apanhe São Simão (28/10) no mar.

– Com a vinha em outubro, come a cabra, engorda o boi e ganha o dono.

– De São Simão (28/10) a São Judas (28/10), comidas são as uvas.

– Aí por São Lucas (18/10) bem sabem as uvas.

– Dia de Santa Iria (20/10), pega nos bois e guia.

– Em dia de São Simão (28/10), quem não assa um magusto não é bom cristão.

– Em outubro centeio ruivo.

– Em outubro não fies só lã; recolhe o teu milho e o teu feijão, senão de Inverno tens a tua barriga em vão.

– No São Simão (28/10), fava no chão.

– Ouvidos a comer, água que vai chover.

– Pelo São Francisco (4/10) semeia o teu trigo e a velha que o dizia, semeado o linha.

– Pelo São Francisco (4/10), nem nado, nem no cortiço.

– Pelo São Lucas (18/10), mata os porcos e tapa as cubas.

– Pelo São Simão (28/10) e São Judas (18/10) já colhidas são as uvas.

– Pelo São Simão (28/10) enfarrusca o pinhão.

– Pelo São Simão (28/10), quem não faz um magusto, não é cristão.

– Pelo São Tadeu (28/10) e São Judas (28/10) prova as uvas.

– Por Santa Ireia (20/10), toma os bois e semeia.

– Por São Francisco (4/10) semeia o teu trigo; e a velha que o dizia, já semeado o tinha.

– Por São Francisco (4/10), semeia teu trigo.

– Por São Lucas (18/10) mata teus porcos e tapa tuas cubas.

– Por São Lucas (18/10), sabem as uvas.

– Por São Simão (28/10) e São Judas, colhidas são as uvas.

– Por São Simão (28/10), fava na mão.

– Quem planta no Outono leva um ano de abono.

– São Simão (28/10), fava na mão.

– Por São Simão (28/10), favas no chão.

– Por São Simão (28/10), semear sim, navegar não.

– Quando o outubro for erveiro, guarda para Março o palheiro.

– Se as andorinhas partirem em Outubro, seca tudo.

– Se em outubro demorares a terra a lavrar, pouco hás-de enceleirar.

– Se em outubro te sentires gelado, lembra-te do gado.

– setembro, vindimar; Outubro, revolver.

– Vindima em outubro que S. Martinho te dirá.

Adira à nossa lista especial para receber conteúdos didáticos